full screen background image
Search
quinta, 19 outubro 2017
  • :
  • :

Ouça ou Baixe o hino da 13ª Região Tradicionalista:


A 13ª Região Tradicionalista (13ª RT), com sede em Santa Maria, conta atualmente com 89 entidades filiadas.
É composta pelos seguintes municípios: Agudo, Dilermando de Aguiar, Dona Francisca, Faxinal do Soturno, Formigueiro, Itaára, Ivorá, Nova Palma, Paraíso do Sul, Restinga Seca, Santa Maria, São João do Polesine, São Martinho da Serra, São Pedro do Sul, São Sepé, Silveira Martins e Vila Nova do Sul.

O lenço

O lenço do gaúcho, em sua evolução desceu da cabeça ao pescoço de início ainda com as pontas para trás. Popularizou-se ao ser adotado, politicamente, como designativo de cor partidária. Para destacar a cor símbolo de luta, surgiu o lenço gaúcho nos moldes atuais, atado ao pescoço e solto ao peito. As cores mais tradicionais são a branca e a vermelha.

A partir da Revolução Federalista (1893), o lenço gaúcho surge no Rio Grande do Sul como meio de distinção entre os federalistas e os republicanos. Gaspar Martins, político liberal, fundou o Partido dos Federalistas adotando o lenço vermelho (maragato). Como símbolo de luta, Julio de Castilhos, político aliado do Governo Federal, defendia o Partido Republicano e tinha como símbolo o lenço verde (pica-paus). Mais tarde, o general Flores da Cunha, ao fundar o Partido Republicano Liberal, adotou o lenço branco(chimango). Foi a partir do poemeto Antônio Chimango (onde Ramiro Barcelos, com codinome Amaro Juvenal, satirizava o governador da época, Antonio Augusto Borges), que os republicanos ficaram conhecidos como chimangos. Hoje o lenço de pescoço é peça integrante da indumentária gaúcha e sua cor não mais reflete posição político-partidária.

O Lenço gaúcho consiste em um tecido quadrangular (geralmente seda), de cor única, exceção ao xadrez miúdo (carijó) e nunca de tecido estampado. As cores mais usadas, são as históricas – vermelho e branco – ressaltando que o lenço preto representa tradicionalmente o sentimento de luto. Diversas são as formas de atar o lenço, sendo que os mais usados são:

  • nó tradicional, comum ou getulista (usado pelo Presidente Getúlio Vargas) foi adotado pelos chimangos, sendo, portanto , feito em lenços de cor branca;
  • nó quadrado ou domador, usado nas cores vermelha ou preta, foi adotado por Assis Brasil, que era maragato;
  • nó farroupilha, também conhecido como bago de touro, usado nas cores farroupilhas ou preto;
  • nó dois topes, também sem conotação política, pode ser feito em qualquer cor de lenço;
  • nó pachola, por representar a alegria, pode ser usado em qualquer cor de lenço, exceto a preta (significa a tristeza do luto)
  • nó crucifixo, usado somente em festas religiosas , pode ser atado em lenço de qualquer cor.