full screen background image
Search
quarta, 17 janeiro 2018
  • :
  • :

Ouça ou Baixe o hino da 13ª Região Tradicionalista:


A 13ª Região Tradicionalista (13ª RT), com sede em Santa Maria, conta atualmente com 89 entidades filiadas.
É composta pelos seguintes municípios: Agudo, Dilermando de Aguiar, Dona Francisca, Faxinal do Soturno, Formigueiro, Itaára, Ivorá, Nova Palma, Paraíso do Sul, Restinga Seca, Santa Maria, São João do Polesine, São Martinho da Serra, São Pedro do Sul, São Sepé, Silveira Martins e Vila Nova do Sul.

Traje Atual – Prenda

DIRETRIZES PARA O USO DO TRAJE ATUAL
Aprovado na 67ª Convenção Tradicionalista
Tramandaí 29, 30 e 31 de Julho de 2005

 

PRENDA (para concursos Artísticos, bailes e saraus)

  1. Saia e Blusa ou Bata:
    • O traje feminino deve ser da mesma classe social do homem.
      Saia com a barra no peito do pé, godê, meio-godê ou em panos.
      Blusa ou bata de mangas longas, três quartos ou até o cotovelo (vedado o uso de “boca de sino” ou “morcego”), decote pequeno, sem expor os ombros e os seios, podendo ter gola ou não.
      Tecidos: lisos e mais encorpados, sem usar enfeites dourados, prateados, pinturas à óleo e demais tintas e purpurinas, bordados, ter o cuidado de escolher cores harmoniosas e lisas, esquecendo as cores fortes, berrantes e fosforescentes.
  2. Saia e Casaquinho:
    • Saia com a barra no peito do pé, godê, meio-godê ou em panos, sem bordados.
      Tecidos: lisos e mais encorpados, não transparente, sem usar enfeites dourados, prateados, pinturas à óleo e demais tintas e purpurinas. Bordados discretos, ter o cuidado de escolher cores harmoniosas e lisas, esquecendo as cores fortes, berrantes e fosforescentes.
      Casaquinho: de mangas longas (vedado o uso de mangas “boca de sino” ou “morcego”), gola pequena e abotoado na frente.
      Obs.: Saia com casaquinho (roupa de época), a saia deve ser lisa. No casaquinho poderá ter bordados discretos.
  3. Vestido:
    • Inteiro e cortado na cintura ou de cadeirão ou ainda corte princesa com barra de saia no peito do pé, corte godê, meio-godê, franzido com ou sem babados.
      Mangas – longas, três quartos ou até o cotovelo, admitindo-se pequenos babados nos punhos, sendo vedado o uso de “mangas boca de sino” ou “morcego”.
      Decote – pequeno, sem expor ombros e seios.
      Enfeites – de rendas, bordados, fitas, passa-fitas, gregas, viés, transelim, crochê, nervuras, plisses, favos. É permitida pintura miúda, com tintas para tecidos. Não usar pérolas e pedrarias, bem como, os dourados ou prateados e pintura a óleo e demais tintas ou purpurinas.
      Tecidos – lisos ou com estampas miúdas e delicadas, de flores, listras, petit-poa e xadrez delicado e discretos. Pode-se usar: microfibra, crepes, oxford. Não serão permitidos os tecidos brilhosos ou fosforescentes, transparentes, slinck, lurex, rendão e similares.
      Coresdevem ser harmoniosas, sóbrias ou neutras, evitando-se contrastes chocantes.
      Obs.: Não usar preto, as cores da bandeira do Brasil e do RS (combinações)
      Na categoria mirim: não usar cores fortes (ex: marrom, marinho, verde escuro, roxo, bordô, pink, azul forte).
  4. Saia de Armação:
    • Leve e discreta, na cor branca. Se tiver bordados, estes devem-se concentrar nos rodados da saia, evitando-se o excesso de armação. O comprimento deve ser inferior ao do vestido.
  5. Bombachinha:
    • Branca de tecido, com enfeites de rendas discretas, abaixo do joelho, cujo comprimento deverá ser mais curta que o vestido.
  6. Meias:
    • Devem ser de cor branca ou bege e longas, o suficiente para não permitir a nudez das pernas.
  7. Sapatos:
    • Nas cores preta, marrom e bege, com salto 5 ou meio salto, com tira sobre o peito do pé, que abotoe do lado de fora ou botinhas pretas, marrom (vários tons de marrom). O salto da botinha é de 5cm.
  8. Cabelos:
    • Podem ser soltos, presos, semi-presos ou em tranças, enfeitados com flores naturais ou artificiais, sem brilhos ou purpurinas.
      Obs.: O coque é permitido somente para prendas adultas e veteranas.
      As flores poderão ser usados por prendas adultas e juvenis, bem como, um pequeno passador (travessa). Proibido o uso de plástico.
  9. Maquiagem:
    • Discreta de acordo com a idade e o momento social.

 

Não é permitido: Uso de sandálias e nem de sapatos abertos com vestidos, saias e casacos e saia e blusa (em nenhum momento é permitido o uso de sapatos abertos com pilcha feminina).

Nas atividades de serviço (torcida, atividades nas escolas, reuniões campeiras), a prenda poderá usar: saia e blusa e/ou camiseta em manga com gola V ou redonda, com o símbolo da entidade, chinelo campeiro (de couro), alpargata, alpargata de couro, bem como, o uso da bombacha feminina (lisa, sem bordado, com abertura lateral). Congressos, Convenções, Concursos de Prendas, Concurso de Peões (parte artística), Encontros Regionais, Visitas Sociais, não é permitido o uso de bombacha feminina.

Obs. As prendas com faixa, quando usarem o traje alternativo, deverão substituir a mesma por crachá.